quarta-feira, 29 de julho de 2009

My mind's eyes . . .

video

Essa é uma homenagem minha para as pessoas que realmente fazem parte da minha vida !!! Como alguns dizem que sou "egocêntrico", nada melhor que esse vídeo pra demonstrar meu carinho por meus amigos... do meu jeito.
Não sou egocêntrico, apenas tenho auto-amor !!!

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Enquanto isso . . .


Pois bem, em meio a perturbações de personalidade, venho a mais um post !
Segunda-feira, um ótimo dia pra começar algo diferente, embora muitos digam que este seja o pior dia, eu tenho um apego por ele, segunda-feira, não é meu dia favorito, mas adoro.
É onde revemos os fatos do fim de semana, onde as pessoas começam uma dieta, que geralmente termina na quarta, dando a desculpa de recomeçar na proxima segunda.

A vida é um mistério, não me canso de dizer isso, porque é uma verdade, a vida é linda, irônica e misteriosa, ela tem um jeito engraçado de aprontar com você, mas ela tem um jeito realmente engraçado de te ajudar, a vida da voltas, mais pra uns do que pra outros, tudo bem, a vida também não é justa, ou melhor, ela é justa com quem mereçe.

Mas "quanto mais eu me esforço pra ser um sujeito normal", mais consigo ser original, é muita idéia, muito pensamento, que nem sempre consigo por em prática, alguns até meio( leia-se muito) conturbados, mas é assim que a banda toca.

Bem, vou me despedindo, mas deixo uma dica, uma banda que conheçi a pouco tempo, mas é o meu mais novo vício musical, chama-se SINERGY, um projeto paralelo de um dos integrantes do Nightwish. Espero que gostem !!!

" Papagaio que acompanha João-de-barro, vira ajudante de pedreiro ."

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Para Os Amigos Leais !♥


Certa vez houve um tempo em que a conquista sobre a dor era tudo tudo que eu poderia esperar, tinha sido meu único objetivo. Felicidade ou alegria, meramente palavras sem significado, não eram desejadas de nenhuma forma e certamente fora de lugar. Tudo o que eu queria era que as vozes fossem silenciadas por um breve momento na escuridão, na solidão e no frio. Como eu desejei que minha mente pudesse escapar deste calabouço que voava silenciosamente pelo espaço enquanto eu estava preso e acorrentado por dentro.
Hoje minha visão - estranhamente desenvolvida - está além de comparação, mas nada se tornou mais fácil, ainda continuo lutando para ser livre. Milhões de coisas diferentes ousam aparecer diante meus olhos agora, elas vem e vão intocadas, porque eu ainda não consigo ver.
Na verdadeira escuridão não há outra escolha senão descobrir a inutilidade dos olhos, dando vida ao próprio desespero. Aqui, os olhos nada podem senão decair e se eu falhar e me identificar com eles, então seu destino eu partilharei...
Você está comigo o tempo todo - o tempo todo. Tão irracional tem sido meu medo. Como eu pude acreditar que poderia estar perdendo você quando para sempre estamos conectados e você é parte de mim. Esta sua onipresença que define a forma pela qual eu existo. Forçadamente me guiando de volta ao lugar que eu pertenço. Abrindo meus olhos para que eu veja a verdadeira essência do meu ser, dissolvendo assim as distrações do mundo exterior. Na solidão da dor, você é o isolamento da minha alma garantindo manter a única coisa que eu sei, minha natural e óbvia diferença.
Amado velho amigo e companhia de toda uma vida, sem você ao nada eu iria cair. Seu poder me invade e me derruba, mas ao mesmo tempo eu sei que a força nasce em minha alma.
Em um Universo de mudanças e movimento constante, eu estou contando com você sabendo que você perdurará. Sendo minha escuridão e base da esplendorosa fonte de luz como ao fértil passado. Sua transformadora fonte de compreensão, você é a força que me empurra para baixo.
Quando a luz me procura para levar-me , você me prende seguramente ao châo. Frio do meu inverno, eterna esfera de Saturno, petrificado e congelado em uma lógica fria como o gelo. Eu ando pelo mundo olhando com surpresa para as pessoas, sem ser capaz de partilhar seus estranhos prazeres.
Amado velho amigo, que traz a tristeza, uma sombra que parece tão real, você desliza em meu interior, meus sentimentos tão ambivalentes quando minhas feridas se recusam a cicatrizar...

[Anna Varney Cantodea]